quarta-feira, 6 de maio de 2015

“É por já ter morrido muito que vibro quando o telefone toca, quando o dia amanhece com sol, quando vejo os amigos, quando pratico exercícios, quando aprendo uma atividade nova, quando acerto, quando sorrio, quando comemoro.
Não é só a iminência de uma morte definitiva que nos faz valorizar cada dia respirado, mas também as sucessivas mortes pontuais, aquelas que nos dão o passe para finalizar a próxima jogada com mais êxito.
Morreu? Nasce um novo começo.”

Martha Medeiros


4 comentários:

  1. Achei muito bom o seu blog, sempre leio pensamentos, gosto muito!
    bjooo
    http://fotoeresenha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada, pelo carinho de sempre! Lee Florence! Beijuus :D

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, Anna Paula Secco! Abraço :D

    ResponderExcluir