quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Ninguém perde ninguém pois simplesmente ninguém possuí ninguém.
Você pode amar o outro,querer o outro por perto,mas ele jamais lhe pertencerá.
Assim como você jamais pertencerá a ele.Pessoas não são objetos.Não ficaram onde queremos.
Nem estarão onde queremos e  nem estarão do modo que esperamos.
Quem se foi,foi. Quem chegou,Chegou...Não se perde ninguém,as pessoas simplesmente vivem.
Cada um com  a sua rota,com o seu caminho,com sua vida.

      (Thais Mozer)


E a história continua, mas não o texto.
Fernando Pessoa

Um dia de chuva é tão belo como um dia de sol.
Ambos existem; cada um como é.

(Fernando Pessoa)



terça-feira, 4 de dezembro de 2012


Aprendi a ver  no outro o seu lado menos encantador, para depois me encantar com o que é belo e assim poder eternizar o nossos elos.

(Elisabete Coelho)





A primeira impressão não é a que fica. 

(Elisabete Coelho)


quarta-feira, 21 de novembro de 2012


Não existe felicidade plena mas sim momentos de alegria. Desejos e sentimentos que caminham lado a lado.

                                              (Elisabete Coelho )


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

LIVRES!


Quando decidimos seguir caminhos diferentes de determinadas pessoas não significa que nosso carinho por elas terminou . Significa apenas que cada um escolhe o rumo de sua vida. E não é uma situação tão complicada assim, pelo contrário é bem simples: somos livres,nascemos e partimos sozinhos e independentes.


(Elisabete coelho)

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Dúvidas!

     

Será que eu amo ou amei alguém de verdade?
Será que eu já amei um amigo ?
Será que eu já amei minha mãe?
Será que eu já amei meu irmão?
Será que eu  já amei minha imã?
Será que eu já amei sobrinhos?
Será que eu já amei meu pai?
Será que eu já amei meu filho?
Será que eu já amei meu neto?
Será que eu já amei meu primo?
Será que eu já amei meu tio?
Será que eu já amei algum ser vivo?
Será que eu já amei pelo simples fato de amar?
Eu sendo um ser humano imperfeito poderia amar alguém que não seja eu mesmo?
Poderia amar o outro com todas as suas imperfeições e aceita-las?
Eu te amo é uma palavra muito complexa!



         


terça-feira, 6 de novembro de 2012


Com o passar do tempo aprendi a reciclar tudo na minha vida: pessoas,leituras,músicas e assim por diante!Fico apenas com o que realmente vale a pena e me fazem bem.

(Elisabete Coelho)




terça-feira, 30 de outubro de 2012


Escute uma boa música,leia mensagens que te acrescentem algo  positivo, fique próximo de pessoas de alma leve, expresse palavras positivas,pense em coisas boas, exercite a sua mente e observe que no final tudo começa  fluir a seu favor.Não deixe o negativismo que existem no seu exterior te influenciar,bloquei sua mente para o que não te serve. Só você pode fazer isso.

(Elisabete Coelho)

domingo, 28 de outubro de 2012

Só o amor me Atrai!

                                    Só o amor me atrai!

Não gosto de pessoas insensíveis isso até pode ser bom em determinada situação para sua auto-defesa.
Pessoas assim acabam por ficar só pois isto só afasta aqueles que as querem bem.
Por mais que muitas vezes usem uma máscara para se proteger,elas não suportam ser destratadas porque todos desejamos receber amor, mas para isso devemos transmitir amor.A pessoa quanto mais insensível transparece ser na realidade é uma pessoa muito carente e com auto-estima muito baixa.
A tendência disso  é afastar o que faz bem e atrair aquilo que as faz mal,portanto só o amor vale a pena.
Sou a favor do amor,das pessoas sensíveis, que sentem e deixam transparecer o amor que existe dentro delas mesmas,sem considerar que para isso muitas vezes sofram por serem rejeitadas, mas mesmo assim acredito que vale a pena amar.


 (Elisabete Coelho)

sábado, 27 de outubro de 2012

"Quando nos amamos e nos respeitamos,  nos sentimos bem independente de estar ou não junto das outras pessoas."


                        (Elisabete Coelho)


Princípios!



Não te desejarei o mal,
Não te destratarei
Irei apenas mudar meu rumo ao acaso dos teu princípios não condizerem com os meus.

(Elisabete Coelho)



sexta-feira, 26 de outubro de 2012

hábito da Leitura!


Leia mesmo que seja pouco mas absorva só aquilo que lhe acrescentar algo.
O que não for bom delete.
recicle sua leitura!

(Elisabete Coelho)


Sou perfeccionista!


 Sou perfeccionista,me corrijo quantas vezes eu achar necessário mas mesmo me cobrando muito acredito que estamos aqui para aprender e tudo que fizermos com  dedicação e amor,ao não ficar do modo que desejamos  ao menos tentamos fazer o nosso melhor.As críticas são bem vindas quando forem para acrescentar algum valor ao que eu fiz ou farei.
O lado bom de ser perfeccionista é que  o  retorno no meu trabalho e na minha vida é sempre gratificante.

             ( Elisabete Coelho)



quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risada do ridículo ...

Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.
Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto de rotina. Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso, e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo.

São poucas as pessoas pra quem eu me explico...

(Bob Marley)



Escrever!

 Quando eu escrevo, escrevo para mim mesma todo o sentimento que transborda dentro do meu peito.Escrevo para sentir ,refletir e aprender através daquilo que eu sinto.

                      (Elisabete Coelho)


terça-feira, 16 de outubro de 2012

domingo, 14 de outubro de 2012

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

O "Amor" dos tempos modernos!



          O "Amor" dos tempos modernos
   
   Eu te amo enquanto não trouxer os seus problemas
   Eu te amo enquanto não prevalecerem os teus defeitos
   Eu te amo enquanto não discordar do que eu penso
   Eu te amo enquanto possuir o que me interessa
   Eu te amo enquanto fizer as minhas vontades
   Eu te amo enquanto não estiver muito tempo por perto
   Eu te amo enquanto somente alegrias compartilharmos
   Eu te amo até o momento em que meu egoísmo permita.

                (Elisabete Coelho)




quarta-feira, 10 de outubro de 2012

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Palavras!

Depois que palavras são ditas não adianta falar em silêncio!

Elisabete Coelho


Dos ficantes aos Namoridos !


Dos ficantes aos Namoridos

Se você é deste século, já sabe que há duas tribos que definem o que é um relacionamento moderno.

Uma é a tribo dos ficantes. O ficante é o cara que te namora por duas horas numa festa, se não tiver se inscrito no campeonato “Quem pega mais numa única noite”, quando então ele será seu ficante por bem menos tempo — dois minutos — e irá à procura de outra para bater o próprio recorde. É natural que garotos e garotas queiram conhecer pessoas, ter uma história, um romance, uma ficada, duas ficadas, três ficadas, quatro ficadas... Esquece, não acho natural coisa nenhuma. Considero um desperdício de energia.

Pegar sete caras. Pegar nove “mina”. A gente está falando de quê, de catadores de lixo? Pegar, pega-se uma caneta, um táxi, uma gripe. Não pessoas. Pegue-e-leve, pegue-e-largue, pegueeuse, pegue-e-chute, pegue-e-conte-para-os-amigos.

Pegar, cá pra nós, é um verbo meio cafajeste. Em vez de pegar, poderíamos adotar algum outro verbo menos frio. Porque, quando duas bocas se unem, nada é assim tão frio, na maioria das vezes esse “não estou nem aí” é jogo de cena. Vão todos para a balada fingindo que deixaram o coração em casa, mas deixaram nada. Deixaram a personalidade em casa, isso sim.

No entanto, quem pode contra o avanço (???) dos costumes e contra a vulgarização do vocabulário? Falando nisso, a segunda tribo a que me referia é a dos namoridos, a palavra mais medonha que já inventaram. Trata-se de um homem híbrido, transgênico.

Em tese, ele vale mais do que um namorado e menos que um marido. Assim que a relação começa, juntam-se os trapos e parte-se para um casamento informal, sem papel passado, sem compromisso de estabilidade, sem planos de uma velhice compartilhada — namoridos não foram escolhidos para serem parceiros de artrite, reumatismo e pressão alta, era só o que faltava.

Pois então. A idéia é boa e prática. Só que o índice de príncipes e princesas virando sapo é alta, não se evita o tédio conjugal (comum a qualquer tipo de acasalamento sob o mesmo teto) e pula-se uma etapa quentíssima, a melhor que há.

Trata-se do namoro, alguns já ouviram falar. É quando cada um mora na sua casa e tem rotinas distintas e poucos horários para se encontrar, e esse pouco ganha a importância de uma celebração.

Namoro é quando não se tem certeza absoluta de nada, a cada dia um segredo é revelado, brotam informações novas de onde menos se espera. De manhã, um silêncio inquietante. À tarde, um mal-entendido. À noite, um torpedo reconciliador e uma declaração de amor.

Namoro é teste, é amostra, é ensaio, e por isso a dedicação é intensa, a sedução é ininterrupta, os minutos são contados, os meses são comemorados, a vontade de surpreender não cessa — e é a única relação que dá o devido espaço para a saudade, que é fermento e afrodisíaco. Depois de passar os dias se vendo só de vez em quando, viajar para um fim de semana juntos vira o céu na Terra: nunca uma sexta-feira nasce tão aguardada, nunca uma segunda-feira é enfrentada com tanta leveza.

Namoro é como o disco “Sgt. Peppers”, dos Beatles: parece antigo e, no entanto, não há nada mais novo e revolucionário. O poeta Carlos Drummond de Andrade também é de outro tempo e é para sempre. É ele quem encerra esta crônica, dando-nos uma ordem para a vida: “Cumpra sua obrigação de namorar, sob pena de viver apenas na aparência. De ser o seu cadáver itinerante".
Martha Medeiros

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Despedidas


O importante é cada um ser feliz do seu jeito!
viver bem!
Deixar viver!
Sempre vai haver despedidas!
O que fica é o sentimento bom e verdadeiro.
Nada é eterno! Nem nós somos.

(Elisabete Coelho)

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Livre!

"Livre de tudo o que me prende. De tudo o que ofende, a minha liberdade. De ser. E de sentir." (C.F.A)

terça-feira, 25 de setembro de 2012

MUDAR!

'Não pense que o mundo acaba ali aonde a vista alcança. Quem não ouve a melodia acha maluco quem dança. Se você já me explicou agora muda de assunto.Hoje eu sei que mudar dói, mas não mudar dói muito!'

Oswaldo Montenegro



Eu gosto de andar pela rua, bater papo, de lua e de amigo engraçado. Eu gosto do volume, do perfume, do ciúme, do desvelo e de abraço apertado. Eu gosto de artistas diversos de crianças de berço e do som do atchim. Tem gente, muita gente que eu gosto, que eu quase aposto que não gosta de mim. Eu gosto de quem sempre acredita a violência é maldita e já foi longe demais. Eu gosto de inventar melodia, da palavra poesia e de palavra com til. Eu gosto é de beijo na boca de cantora
 bem rouca e de morar no Brasil. Eu gosto assim de quem é eterno de quem é moderno e de quem não quer ser. Eu gosto de varar madrugada, de quem conta piada e não consegue entender. Eu gosto de quem quer dar ajuda e acredita que muda o que não anda legal. Eu gosto é de ver coisa rara. A verdade na cara é do que gosto mais. Eu gosto porque assim vale a pena, a nossa vida é pequena e tá guardada em cristais. Eu gosto é que Deus cante em tudo e que não fique mudo morto em mil catedrais.

Oswaldo Montenegro



Destino!

Muitas vezes precisamos nos afastar das pessoas que a gente gosta, mas se soubermos entender que cada um tem o seu destino e que tudo na vida é um ciclo não vamos sofrer tanto. Deus tem um futuro reservado para cada um de nós. Quando tudo acontece não devemos alterar os fatos e sim respeitar a ordem da vida.

Elisabete Coelho



Imperfeição !


Quando admitimos que não somos perfeitos e temos a humildade de reconhecer que da mesma forma que o outro erra nós erramos também o entendimento entre ambas as partes se esclarece. Admitir que não somos perfeitos não nos inferioriza perante o outro e sim nos engrandece! Erramos tentando acertar.

Elisabete Coelho



sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Trabalho!

Todo o trabalho é digno! Deve ser respeitado e valorizado!

Todo o trabalho é digno, portanto deve ser respeitado e valorizado! O que faria o Doutor se não houvesse alguém para cuidar de seus filhos e de sua casa enquanto trabalha? O que seria de todos nós se não existisse o lixeiro para recolher o lixo? O que seria da madame se não existisse a faxineira? O mecânico para concertar o seu carro? O que seriam das mulheres e homens se não existisse a manicure, cabeleireira...
Nenhum trabalho é melhor que o outro, pois todas as pessoas dependem uma das outras para sobreviver! Então antes de falar e apontar para as pessoas que estão trabalhando para receber o seu pão de cada dia pense bem porque você também depende dela(e). 

                                     

                                 (Elisabete Coelho)   

        

terça-feira, 11 de setembro de 2012

PROTETORES! DIVINOS!

Os nossos protetores divinos existem sim! Eles nos dão a prova quando passamos por algum perigo ou dificuldades e eles estão ali para nos proteger e nos orientar.OBSERVE!

Elisabete Coelho


MULHERES E HOMENS!

Existem MULHERES que se valorizam ,se respeitam,tem caráter, personalidade e se amam de verdade!
Existem HOMENS que se valorizam,se respeitam,tem caráter, personalidade e se amam de verdade!
É raro hoje em dia mas existem!


Elisabete Coelho


MEDO!

Sabe qual é o pior problema de algumas pessoas?É o medo de falar o que pensam e defender os seus direitos! Por isso que nosso país esta cada vez pior, pois são poucos os que se manifestam e lutam pelos seus direitos. As pessoas que se acovardam no seu dia a dia são pisadas pelos outros porque preferem viver no medo e no silêncio!
E o pior é que são as que mais se lamentam e reclamam de tudo!

Elisabete Coelho


Ego!

"É o ego que dá-lhe feridas e te machuca. É o ego que faz você, violento, com raiva, ciúmes, competitivo. É o ego que é continuamente o sentido miserável da vida."

Osho


SOL!

Mesmo que esteja nublado na minha vida o sol sempre prevalece!

Elisabete Coelho

Lei Do Retorno!

Já ouviu falar na lei do retorno??? Pois é, ela existe e a vida não falha! Por isso antes de fazer ou falar qualquer coisa para o outro preste bem atenção porque muitas vezes magoamos o outro sem intenção e acabamos la na frente sofrendo mu
ito por algo de ruim que nos aconteceu devido aquela atitude errada e sem pensar que tivemos naquele momento! E na maioria das vezes ainda nos perguntamos o que fizemos para estar pagando???
Os que sofrem mais são aqueles que mesmo errando não admitem suas falhas e assim permanecem fazendo os mesmos erros e sofrendo cada vez mais.
É pois é a lei do retorno existe para todos e a vida não falha!

A vida não perdoa!

Elisabete Coelho


Uma pessoa feliz...

Uma pessoa feliz não precisa de religião, não precisa de nenhum templo. Para ela, todo o universo é um templo.

Osho


Osho!

O homem que vive neste momento, aqui e agora, não está sobrecarregado de passado nem de futuro; ele permanece sem um fardo. Não tem nenhum fardo para carregar; ele se movimenta sem peso. A gravidade não o afeta. Na realidade, ele não anda, ele voa. Ele tem asas.

Osho


sábado, 8 de setembro de 2012

Saiba que tenho dedal preparado para alfinetadas, prefiro lidar com sedas mas sei fazer pano de chão quando é preciso...Costurei-me de um tecido blindado, mas sei me rasgar quando necessito, conheço todos os meus remendos e costuras tortas e jogo fora o que não me serve mais de uso, minhas linhas têm cerol e ferem quem tenta me quebrar, porque eu aprendi a costurar meus caminhos desde de cedo.

(Keila Sacavem)



Fidelidade!

Está cada vez mais raro encontrar pessoas que se possa confiar, falo em amizades e relacionamentos amorosos, algumas pessoas não sabem mais se doar, não procuram entender uns aos  outros, não sabem e não procuram saber o verdadeiro significado da palavra fidelidade.Exigem muito dos outros mas não fazem por merecer, e, por isso acabam ficando só rodeadas de  pessoas que não lhes acrescentam nada em suas vidas.
Geralmente são pessoas que se mostram felizes exteriormente, mas no seu interior são pessoas tristes, vazias e solitárias.
Fidelidade também faz parte do caráter ou você tem ou não.

Elisabete Coelho


sexta-feira, 7 de setembro de 2012

DEUS!

As vezes a gente cansa de entender as pessoas e não ser Compreendida, mas ai vem Deus e te mostra que vale a pena tentar entender o outro mesmo não recebendo a mesma compreensão!

Elisabete Coelho

TRISTE ÉPOCA!

Triste Época do cada um por si e Deus por todos ! 

Hoje em dia as palavras básicas da educação estão se perdendo a maioria das pessoas realmente não se importam com você e a única razão de se aproximarem é realmente o interesse em algo que precisam de você. Não perguntam como você esta? Não dizem bom dia! Obrigada! Por favor! Precisa de alguma coisa?...simplesmente são taxativas e vão direto ao ponto que interessa para si mesmo e o pior ainda subestimam o próximo acreditando que o outro não percebe a sua falta de educação e interesse no que diz respeito a ele. (Elisabete Coelho)


Sentir-se bem!

Me sinto bem comigo mesma, Com meus amigos e minha família. O resto é lucro ou prejuízo !

Elisabete Coelho


Evitando sofrimentos!

É ignorância pensar que para aprender precisamos antes sofrer. Podemos evitar grandes sofrimentos primeiramente reconhecendo os nossos erros, sempre que pudermos devemos fazer uma auto avaliação de tudo o que acontece em nossa vida e nos perguntarmos sempre! Isto realmente esta me acrescentando algo de bom? Quanto mais cedo se aprende menor o sofrimento!

Elisabete Coelho


Culpar

Quando você culpa Deus por tudo esta se culpando!

Elisabete Coelho


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Eu faço...

Eu faço tudo o que eu acho que deveria fazer pelo outro independente do que este faria no meu lugar.

Se agisse diferente esta não seria eu.

Elisabete Coelho


Sensível!

Ser sensível nesse mundo requer muita coragem.Esse jeito de ouvir além dos olhos, de ver além dos ouvidos, de sentir a textura do sentimento alheio tão clara no próprio coração e tantas vezes até doer ou sorrir junto com toda sinceridade. Essa sensação, de vez em quando, de ser estrangeiro e não saber falar o idioma local, de ser meio ET, uma espécie de sobrevivente de uma civilização extinta. Essa intensidade toda em tempo de ternura minguada. Esse amor tão vívido em terra em que a maioria parece se assustar mais com o afeto do que com a indelicadeza. Esse cuidado espontâneo com os outros. Essa vontade tão pura de que ninguém sofra por nada. Esse melindre de ferir por saber, com nitidez, como dói se sentir ferido.




Ana Jacomo

Livros!

É bom quando nossa consciência sofre grandes ferimentos, pois isso a torna mais sensível a cada estímulo. Penso que devemos ler apenas livros que nos ferem, que nos afligem. Se o livro que estamos lendo não nos desperta como um soco no crân
io, por que perder tempo lendo-o? Para que ele nos torne felizes, como você diz? Oh Deus, nós seríamos felizes do mesmo modo se esses livros não existissem. Livros que nos fazem felizes poderíamos escrever nós mesmos num piscar de olhos. Precisamos de livros que nos atinjam como a mais dolorosa desventura, que nos assolem profundamente – como a morte de alguém que amávamos mais do que a nós mesmos –, que nos façam sentir que fomos banidos para o ermo, para longe de qualquer presença humana – como um suicídio. Um livro deve ser um machado para o mar congelado que há dentro de nós.

Franz Kafka